I Encontro Nacional de Usuarios de Linux

I Encontro Nacional de Usuarios de Linux
Linux Day

http://www1.webng.com/curupira/index.html Email derneval@gmail.com Índice barata19.html

Vai aqui um resumo do que aconteceu, no dia 05 de Agosto de 1998 no Campus da Universidade Federal de Minas Gerais, na Pampulha. O primeiro encontro nacional de usuarios de Linux (apelidado carinhosamente de Linux Day), foi um sucesso. O evento ocorreu em paralelo com o XVI Encontro Nacional de Estudantes de Computacao e o XVIII Congresso Nacional da Sociedade Brasileira de Computação realizados no mesmo local. Compareceram entre estudantes, profissionais da area de computacao e curiosos em geral, cerca de 200 pessoas.

O encontro teve inicio as 10:00 (exatamente :), com a palestra do Arnaldo da Conectiva, falando sobre o trabalho que eles vem desenvolvendo com o Linux no Brasil, perspectivas de futuro etc... Depois foi aberto a perguntas, durante quase uma hora o Arnaldo esclareceu diversas duvidas do pessoal. Apos a sessao de duvidas, teve mais uma, "Por que nao usar Windos NT":), onde alguns curiosos que apareceram por la', tentavam esclarecer suas duvidas de por que usar Linux. Tudo isto de manha na palestra do Arnaldo.

As 14:00 teve inicio a palestra do Nelson Murilo da Pangeia, sobre seguranca de redes. O auditorio estava LOTADO, pessoal sentado no chao e tudo mais que se tem direito :). A palestra foi muito boa, falando de sistemas de protecao, criptografia, etc... O publico da palestra era novamente o mais variado possivel, de pessoas que sabiam exatamente do que o Nelson estava falando, a pessoas que estavam se esforcando ao maximo para entender. No nosso modo de ver estas diferencas e' que fizeram o sucesso do Linux Day. Mostrar uma opcao para pessoas que nem sabiam da existencia do Linux, e esclarecer duvidas, relativamente cabeludas, de outros usuarios ja' experientes. Foi um dia para todos os usuarios, sem distincao de raca, cor, credo ou Sistema Operacional :).

Apos a palestra do Nelson Murilo teve o Install Fest da Conectiva, onde os usuarios puderam trazer seus computadores para o pessoal da Conectiva instalar gratuitamente a distribuicao Red Hat Marumbi. Havia tambem na sala do Install Fest tres computadores com distribuicoes diferentes do Linux (Red Hat, Debian, e Slackware), com diversos sistemas de janelas e programas diferentes para o pessoal mexer.

Seguindo com a programacao a ultima, mas nao menos importante parte do evento, foi um bate papo informal com usuarios de Linux. Foram discutidas as diversas dificuldades do movimento Linux no Brasil, surgindo ideias para novos encontros e tentativas de fortalecimento do movimento de usuarios no pais. Varias ideias surgiram como fruto desta "mesa redonda" de discussao. Uma das mais validas e valiosas veio do Arnaldo, que e' organizar um "banco de fatos" sobre o Linux. Cada um que tiver uma experiencia boa para contar, do tipo "Tenho uma rede de padarias interligadas por linux e nunca deu problema", coisas corriqueiras mesmo, escreve sobre esta experiencia, de forma clara, concisa e imparcial. Vamos colocando estes fatos em um site onde as pessoas possam ir visitar, onde possam ver que REALMENTE funciona, nao e' um sonho ou "um sistema operacional de Hacker", que existe uma saida, um sistema operacional de qualidade e a baixo custo.

Ja' temos confirmado pela Comissao Organizadora do ENECOMP (COE) do ano que vem, a intencao de realizar o segundo encontro nacional. Ai pessoal do Rio, entrem em contato com o pessoal da COE que vai organizar o enecomp do ano que vem para agilizar as coisas la' :)

Quem quiser saber mais sobre o encontro, a pagina esta em "http://www.dcc.ufmg.br/~lamarque/linux_day/", ai voce pode encontrar outras informacoes e fotos do encontro.

Abracos...

Daniel Camara

Sobre o encontro de Linuxers em São Paulo

Depoimentos:

I Encontro de Linuxers em Sao Paulo

Se Linuxers são todos realmente hackers, o dia 16 de junho de 98 presenciou o primeiro grande encontro de hackers em São Paulo. Mas o objetivo nominal era mesmo Linux.

No final do ano passado, surgiram na linux-br <http://listas.conectiva.com.br/listas/linux-br> uma série de discussões sobre grupos de usuários de Linux. Em várias cidades, usuários da lista organizaram pequenos encontros. Em São Paulo, foi marcado um encontro no Centro Cultural. Muita gente, inclusive de fora da capital, confirmou presença. No dia, somente quatro pessoas (eu entre elas) compareceram.

Procuramos algum lugar pra sentar e ficamos batendo papo, principalmente sobre Linux mas sem restrições de assunto. No final, trocamos e-mails e nos propusemos a combinar outro encontro pra dali algumas semanas, em algum lugar onde houvesse computadores. Informalmente, estava formado (mais) um grupo de usuários de Linux.

A partir daí, começamos a nos encontrar em alguns fins de semana.

Levávamos nossas CPUs e íamos discutindo, trocando experiências, meio ao acaso. Começamos então a escolher assuntos para tratar nos encontros seguintes. Sem nenhuma restrição, só pra organizar e não perdermos tempo parados.

No começo deste ano, mais um amigo meu passou a integrar o grupo e passamos a nos encontrar com mais regularidade, chegando a reuniões semanais. Até que decidimos que era hora de tentarmos mais uma vez o que tinha gerado nosso pequeno grupo: um grande encontro de Linuxers em São Paulo.

Para evitar preguiça, a primeira coisa que marcamos, logo que decidimos que íamos mesmo fazer o encontro, foi a data: dalí a um mês.

Teríamos de nos virar pra cumprir o prazo.
Levei a idéia ao Instituto de Física da USP, onde estudo e sei que há muito interesse em Linux (haja vista o mirror linux.if.usp.br). Como tive alguns problemas com a administraçào da rede do IF, não sabia como acolheriam minha idéia, mas, para a minha surpresa e alívio, fui muito bem recebido e me indicaram falar com o Jorge deLyra, responsável pelo mirror.

O deLyra também se mostrou muito interessado, mas deixou claro que já tinha tentado antes e era muito difícil organizar algo assim, especialmente em tão pouco tempo. Mas, de qualquer forma, estava dentro!   As poucas semanas seguintes foram de muita correria. Era verdade, o tempo era escasso. Anunciamos nas listas brasileiras de Linux e no boca-a-boca (ou e-mail-a-e-mail). O máximo que conseguimos de cobertura foi uma nota publicada na coluna Netvox, da Folha de São Paulo, alguns dias antes.

Nesse meio tempo, o pessoal do linux.unicamp.br se juntou a nós no esforço. Todos muito receosos, porque as experiências prévias eram sempre de fracasso (não necessariamente qualitativo, mas quantitativo, inevitavelmente). Coloquei uma página informativa e criei uma lista de quem confirmou presença. Vinte e poucas pessoas, incluindo os organizadores. Bem, melhor do que quatro...

No dia, estavamos muito nervosos. Como tinhamos ouvido durante todo o mês anterior que o tempo era curto demais e a organização ficaria precária, além de estarmos fazendo o encontro em um auditório para mais de 150 pessoas, cada um que chegava era um alívio temporário e a possibilidade de sucesso.

E foram chegando. Deixamos um computador com um cadastro, na entrada. Estimávamos que umas 20 pessoas apareceriam. Logo antes de eu abrir o evento, alguém checou o cadastro e me deu a notícia: mais de 100 pessoas! Não acreditei e fui checar, mas era isso mesmo. Mais de 100 presentes, entre hackers, admnistradores de sistema e mesmo gente que nunca tinha usado Linux na vida.

O encontro não foi, realmente, tão organizado quanto poderia ser, mas foi uma imensa vitória. Houve palestras do deLyra, do pessoal da Unicamp, do grupo de usuários do IME, e mesmo o horário de almoço foi utilizado em muita troca de e-mail, conversa e gente fucando os computadores que ficaram à disposição de quem quisesse mexer.

O mais importante, porém, deste encontro foi dar o primeiro passo.

Depois do relatório no nosso sucesso, soubemos da formação de muitos grupos de usuários e encontros em todo o País. Realizamos, mais tarde, uma festa de instalação de Linux e vimos que a coisa não era tão fácil assim.

E agora estamos programando um encontro grande, nacional, para o começo do ano que vem. Vamos errando, mas vamos. Experimentando, aprendendo, fuçando. Como todo bom hacker

Rodrigo Bernardo Pimentel   rbp@pobox.com 

-------------


>Subject: Feira de instalacao de Linux em Sao Paulo
>X-Loop-Detect: 1
>
>       Eh isso aih, gente! Saiu!
>
>       Mais uma vez, saiu em cima da hora, mas saiu. E esperamos ter mais
>um evento significativo e, acima de tudo, util!
>       Aos que receberam isso mais de uma vez (porque estou mandando pras
>Linux-br e pra lista dos presentes no encontro do dia 16), minhas
>desculpas. Eh que fica mesmo muito dificil ver um por um quem assina que
>listas...
>       Os presentes na feira podem estar lah pra que instalemos Linux em
>seu micro, para ajudar na instalacao ou simplesmente pra assistir e ver
>como eh (a proposito, e aih, Acme?).
>       Para quem quer trazer micro e/ou ajudar na instalacao, pedimos que
>se cadastre (veja mais adiante).
>       Temos uma restricao de 30 micros em que instalaremos Linux, por
>motivos de tempo, pessoal, espaco fisico (principalmente), etc. Mas
>esperamos que este seja um trampolim pra uma grande feira de instalacao.
>       Vamos lah, vamos fazer deste outro evento significativo!
>
>       Eis a mensagem do deLyra a respeito do cadastro:
>
>---------- Forwarded message ----------
>Date: Fri, 29 May 1998 17:43:04 -0300 (EST)
>From: "Jorge L. deLyra" <delyra@fma1.if.usp.br>
>To: linusp-gen@linusp.usp.br, dfma-gen@fma1.if.usp.br
>Subject: [linusp-gen] Cadastro para feira de instalacao.
>
>Caros companheiros de Linux,
>
>       Depois de alguns atrasos e vários percalços por aqui, o cadastro
>eletrônico para a festa de instalação do Linux acaba de ficar pronto. O
>endereço para onde você deve apontar o seu browser é
>
>                       http://linusp.usp.br/
>
>Solicitamos a todos os participantes que se cadastrem, independentemente
>de quererem trazer um micro para a instalação ou não. Assim que tivermos
>os primeiros 30 micros cadastrados avisaremos, publicando a lista numa
>página no endereço acima, para que estes possam trazer os seus micros para
>a instalação. Os registros dos outros micros cadastrados ficarão guardados
>para o próximo evento, provavelmente em Julho.
>
>Por favor atentem para os seguintes fatos a respeito do evento no Sábado:
>
>1) Não se consegue entrar de carro no campus da USP depois das 13:00 a não
>ser que se tenha uma carteirinha da USP. Assim, caso você não seja da USP
>seria interessante trazer o micro mais cedo, mesmo que a instalação acabe
>só podendo ocorrer à tarde. Temos estantes na sala para armazenar o
>equipamento que ficar à espera de sua vez.
>
>2) A lanchonete da Física só abre de manhã e mesmo assim não estou certo
>de que eles venham a atender de todo, pois ainda não tivemos tempo de
>negociar isto com eles. Também não vamos ter o tempo ou os meios para
>providenciar alimentação para os participantes. Se você for ficar muito
>tempo por aqui talvez seja o caso de trazer um lanche.
>
>----------------------------------------------------------------
>        Jorge L. deLyra,  Associate Professor of Physics
>            The University of Sao Paulo,  IFUSP-DFMA
>       For more information:  finger delyra@fma.if.usp.br
>----------------------------------------------------------------
 

============

> Bem, o encontro superou em muito todas as expectativas. O cadastro
>que fizemos registrou 105 presentes! Pra quem esperava 20 pessoas, foi um
>choque!
> Bem, o importante agora eh canalizar o sucesso do encontro pra
>que a iniciativa nao caia no vazio.
> Discutimos muita coisa, mas, devido a propria natureza do
>encontro (foi o primeiro passo), nao deu pra aprofundar muita coisa que
>merece ser discutida.
> Como devem saber, o encontro foi idealizado por um grupo de
>usuarios que se intitulou Linux-SP (porque, quando nos encontramos pela
>primeira vez, a ideia era juntar bastante gente de Sao Paulo, mas soh 4
>pessoas apareceram). Agora que tivemos participacao mais massiva do
>pessoal de Sao Paulo, achamos que seria interessante fazermos do grupo um
>agregador de Linuxers. Eh importante que haja pequenos grupos de usuarios
>(como o nosso, mesmo), mas eh bom que a juncao destes formem um grande
>grupo, que possa se reunir periodicamente, seja em frente a computadores,
>para demonstracoes ou simplesmente brincadeira, seja em um bar, pra bater
>papo, seja pra jogar boliche ou o que for. Um grupo que una, em Sao Paulo,
>aqueles que tem Linux como interesse comum.
> Assim, eu gostaria que quem quisesse fazer parte deste grupo me
>enviasse um e-mail a respeito.
> A proposito: estou mandando este mail com mais de 100 Bccs (a
>lista dos presentes e mais alguns que nao puderam vir - espero ter me
>lembrado de todos). Estamos procurando um host que nos abrigue e
>pretendemos registrar um dominio linuxsp.org.br, assim poderemos colocar
>uma lista de discussao `a disposicao do grupo.
> O proximo projeto que parece estar na nossa mira, sugerido pelo
>prof. deLyra no encontro, eh a feira de instalacao. Se nos organizarmos,
>acho que podemos fazer desta um grande evento, bem mais organizado do que
>o encontro.
> Acho importante levarmos este projeto adiante com rapidez, pra nao
>deixar os animos baixarem.
> Houve reclamacoes, no encontro, de que nao estavamos nos
>aprofundando nos assuntos a serem discutidos. Realmente, mas nem tinhamos
>como. O motivo de muito ter sido discutido na hora do almoco foi meio
>acaso. As pessoas comecaram a conversar e a trocar ideias. Eh isso que
>pretendemos com o Linux-SP. Botar os linuxers pra interagir.

-----------------

http://linusp.usp.br
http://linux.if.usp.br/
ftp://ftp.unicamp.br/pub/systems/Linux/!INDEX.html
http://redhat.matrix.com.br/
ftp://ftp.pop-mg.rnp.br/pub/mirror/
http://linux.unicamp.br/linux-br/index.html
http://www.linux.org
http://www.eeyore-mule.demon.co.uk/ (bom editor)
Linux International http://www.li.org
The Linux Kernel Archives http://www.kernel.org
XFree86 http://www.xfree86.org
X Windows http://www.x.org
http://www.clarkson.edu/~cohentl/linux/ (bom site)
http://users.sti.com.br/ano2001/800x600.html
http://www.linux.ime.usp.br/gul/
http://user.cs.tu-berlin.de/~kraxel/linux/
http://camoes.rnl.ist.utl.pt/~pmmm/kde/
http://www.polaris.net/ugu/
http://www.10mb.com/linux/links/
IRC, ICQ, etc
http://www.portup.com/~gyandl/icq/

http://www.gtk.org/~trog/ http://www.montana.com/gabriel/gicq/
http://pages.infinit.net/fairoff/licq/index.html
ftp://micq.ml.org/pub/micq/
http://www.xtrophy.dk/xicq/
http://hookah.ml.org/zicq/
Música e Jogos
http://www.x11amp.ml.org/screens.html
http://www2.bath.ac.uk/~masjpf/rose.html
http://www.bright.net/~dlphilp/linux_soundapps.html
http://quake.medina.net/
http://www.mathematik.uni-kl.de/~wenk/xwintv.html
http://www.thp.uni-koeln.de/~rjkm/linux/bttv.html
http://www.mpegtv.com/player.html
http://www.montefiore.ulg.ac.be/~quinet/games/doom-en.html
http://www.cs.washington.edu/homes/tlau/tome/linux-game.html
http://ogresoft.dyn.ml.org/xgal.html
Fonte de vários desses links:  http://www.dcc.ufmg.br/~
lamarque/bookmarks.html

C/C++http://www.cyberdiem.com/vin/learn.html
Linux Applications
http://www.xnet.com/~blatura/linapps.shtml
Entrevista com Linus Torvalds http://www.sunworld.com/swol-08-1998/swol-08-torvalds.html?080198
Comparação entre Linux e NT http://www.sunworld.com/swol-08-1998/swol-08-linuxvnt.html?080198a
http://www.kirch.net/unix-nt.html (em português) http://www.microlink.com.br/~buick/dragons/op1/unixvsnt.html

Trechos da comparação entre Linux e NT, disponível no http://www.microlink.com.br/~buick/dragons/op1/unixvsnt.html

Hotmail, agora pertence A Corporação de Microsoft

Este serviço de e-mail via Web grátis roda numa mistura de Sul Solaris e FreeBSD. O software servidor de Web é Apache 1.2.1. Depois que a Microsoft comprou a companhia em Dezembro de 1997, eles tentaram migrar para o NT, mas ". . . as demandas de acesso de 10 milhões de pedidos de usuários provaram ser muito grande para o NT e Solaris foi reabilitado." Obtenha a estória completa em : Solaris socorre Hotmail para a Microsoft.

Serviço Postal dos Estados Unidos

"Os Serviços Postais dos Estados Unidos montou um sistema com mais de 900 Linux ao longo de todo os Estados Unidos desde 1997 e reconhece o destino automaticamente do endereço através de um pedaço da carta.
Cada sistema consiste em 5 computadores Pentium dual Pro 200MHz (PP200) e um único PP200 para todo o funcionamento em Linux".
--John Taves, Linux está lendo o seu correio, 8 de Abril de 1998.

Yahoo!

". . . Um par de dias depois nós adicionamos um FreeBSD em nosso grupo de servidores de Web. Não só feito tinha a melhor performace que o resto de nossas máquinas que era mais estável. Alguns semanas desta experiência e nós éramos vendidos. Embora o preço era certamente atraente, era a estabilidade, desempenho, e o acesso ao código fonte que nos vendeu. Desde então então nós usamos FreeBSD quase exclusivamente para a produção como também em nosso ambiente de desenvolvimento."
--David Filo, Co-fundador de Yahoo! ( Notícias de FreeBSD, Issue 1)

Esta lista de empresas que usam o Linux nas operações do dia-a-dia deles busca informar ao público sobre a realidade do Linux como uma alternativa viável e comerical para sistemas operacionais UNIX. Companhias como Cisco System Inc., Sony WorldWide Networks, Mercedes-Benz, Yellow Cab Service Corporation(Serviço de Táxi). Uma descrição da capacidade do Linux que está sendo desdobrado em cada companhia listada.

Talvez um exemplo da vantagem de desempenho a pessoa poderia esperar achar quando escolhe-se um sistema operacional UNIX junto com o Servidor Web freeware o apache que pode ser achado em um artigo por Sean Fulton que apareceu na INTERNETWEEK 5 de maio de 1997, Torres de Poder--Nós testamos cinco poderosos servidores de Web e apontados para aplicações de intranet de alto-desempenho. Para o NT, os resultados de teste eram bem devastadores:

"Telenet System Solutions produziram mais uma surpresa durante nossos testes, com um BSDi-powered, um sistema com um único-CPU o que manteve com uma máquina uma altaperformace em relação a dois-CPU rodando o Windows NT.

"O fator diferenciando aqui era o OS BSDi 3.0 rodando na máquina e seu software servidor HTTP apache. Tudo as máquinas de dois-CPU estavam rodando o Windows NT 4.0 com o Servidor Internet Information 2.0 da Microsoft.

Talvez um exemplo da vantagem de desempenho a pessoa poderia esperar achar quando escolhe-se um sistema operacional UNIX junto com o Servidor Web freeware o apache que pode ser achado em um artigo por Sean Fulton que apareceu na INTERNETWEEK 5 de maio de 1997, Torres de Poder--Nós testamos cinco poderosos servidores de Web e apontados para aplicações de intranet de alto-desempenho. Para o NT, os resultados de teste eram bem devastadores:

"Telenet System Solutions produziram mais uma surpresa durante nossos testes, com um BSDi-powered, um sistema com um único-CPU o que manteve com uma máquina uma altaperformace em relação a dois-CPU rodando o Windows NT.

"O fator diferenciando aqui era o OS BSDi 3.0 rodando na máquina e seu software servidor HTTP apache. Tudo as máquinas de dois-CPU estavam rodando o Windows NT 4.0 com o Servidor Internet Information 2.0 da Microsoft.

Enquanto no assunto de desempenho de Servidor de Web, mostra Ariel Faigon que uma máquina de SGI IRIX rodando seguramente o registro mundial agora nesta área:

"A partir de Abril de 1998, o melhor resultado global SPECWeb é 7214 de operações de http por segundo em uma 8-CPU Silicon Graphics 2000 servidor IRIX 6.5 rodando um Servidor de Web Netscape. Para mais detalhes, veja SGI's press release.

"Em contraste, o melhor número do NT é 1878 ops/sec em um 4-CPU Hewlett-Packard num NetServer LXr Prol 6/200 rodando Microsoft IIS.

Admitidamente, o exemplo seguinte poderia não ser o teste mais científico de diferença de desempenho entre o Linux e o NT, mas a informação de Richard Betel dá uma idéia de que a pessoa podem esperar em situações da vida-real:

Eu tenho rodado uma distribuição do client RC5 por aproximadamente 2 meses agora... É instalado em todo servidor que tem uma quantia significante de tempo inativo. Isto inclui duas máquinas idênticas: Ambas são Dual-Pentium II 300MHz, 128MB de RAM. A pessoa está rodando o NT, e tem um servidor de Exchange inativo (nós estamos planejando para oferecer um serviço nele, mas no momento, é totalmente inativo), e o outro está rodando o Linux (nós estamos seguindo aqueles seus passos. Um servidor Samba, e nós somos recompilamos tudo). O Linux está tendo pedidos em 1.8 vezes a velocidade do NT.


Segurança

Este tópico é muito vasto e complexo para ser colocado completamente em um artigo deste âmbito. Porém, segurança é muito importante. Jim Mohr mostra alguns fatos interessantes no artigo dele O Grande Linux-vs-NT Debate de segurança. Os links seguintes são pontos de partida excelentes por comparar as fraquezas de segurança dos vários sistemas operacionais:

Uma observação interessante: 11 de maio de 1998 o Canal Discovery colocou um programa da Agência Nacional Segurança como parte de sua "Série de Assinatura Discovery". A pequena descrição deles deste segmento de um-hora de documentação às 9 PM o tema central era "A maior agência da America de segurança descobre segredos de outros com feitiçaria high-tech". A coisa mais notável era a visibilidade de logotipos de altas workstations da Sun Microsystems, não só na sala de aula de criptografia, mas também em um dos quartos de controle de missão deles. Em uma área onde o NSA fabrica alguns dos seu próprio microchips, monitores que exibem um grande "X" eram visíveis, o logotipo do sistema X-Window usado em todos os sistemas operacionais NIX. No final da documentação, um laptop rodando uma aplicação de DOS foi visto. Só uma workstation com o logotipo da Intel foi mostrado durante o documentario inteiro. Não estava sendo usado para tarefas de cryptografia. Estava fazendo mesmo reconhecimento facial, menos as bordas de Janela da aplicação pareciam indicar um sistema operacional não-MS-Windows possivelmente.


Algum Conceitos Comum

O NT é um sistema operacional de brinquedo

O NT é um sistema operacional de brinquedo. Para um sistema operacional que evoluiu de um sistema operacional de brinquedo, oferece um pouco de funcionalidade profissional. Embora não escala muito bem--desempenho abaixa com mais de 4 CPUs por servidor--veio de um longo caminho. Embora eu não recomendaria como o sistema operacional primário em um ambiente de empresa, deveria se render desempenho satisfatório para negócios pequenos com menos que 250 usuário considera isso não rodar nenhum processo crítico. Embora eu não recomendaria isto como o sistema operacional primário em um ambiente de empreendimento, deveria se render desempenho satisfatório para negócios pequeNãos com meNãos que 250 usuário considera isso não rode missão processos críticos. Por favor lembre-se, porém, que um único servidor de NT não será suficiente para servi 250 usuários. A recomendação geral é um PDC (Windows NT Para Controlar o Domínio Primário) e dois BDCs (Controladores de Domínio de Backup). Também não são recomendadas outras aplicações de servidor tendo no PDC. Como RDBMS, E-mail, Web e outros serviços típicos requeridos, três servidores de NT provarão ser insuficientes provávelmente.

Convertendo tudo para Windows NT uma companhia podem eliminar os problemas de um ambiente de networking heterogêneo.

A primeira suposição em um ambiente de networking heterogêneo é um problema. Eu trabalhei uma vez numa companhia onde NT e Novell coexistiram com muito pequeno conflito. De fato, a mesma razão para esta coexistência era devido a performace do Nãovell com o NT na área de arquivo e impressora que compartilham serviços. Com UNIX, as pessoas podem criar arquivos Microsoft compatível e compartilhar impressora com os usuários que sempre sabem que estes serviços emanam de um servidor UNIX. Com tudo eles acham que é um servidor NT. Esta funcionalidade é provida para sistema operacional UNIX Sun, Solaris. O Linux pode usar um pacote de software chamado Samba que vem com a maioria das distribuições. Samba está disponível para praticamente todos sistemas operacionais UNIX. Também foi suportado para VMS, MVS, OS/2, Stratus-VOS, Amiga, Novell e MPE/iX.

UNIX esta antiquado, dificil, baseado num sistema operacional de linha de comando.

Errado! O CDE (Common Desktop Environment) é um desktop GUI (Graphical USer Interface: você usa o mouse para posicionar e clicar, ou arrasta e mover em um "desktop" colorido; esta é a base para o sucesso da Microsoft). O CDE é trasnportado para a maioria dos sistemas operacionais UNIX comerciais: O Solaris da Sun , o AIX da IBM, Hewlett Packard com o HP-UX, o Digital UNIX da Dec, são alguns. Por apenas $90 você pode adquirir o CDE para o Linux se você quiser pode escolher entre quatro sistemas de GUI que foram transportados para o Linux: OpenLook, o GUI que o Solaris usava; FVWM, um freeware GUI que tem muitas semelhanças com o GUI Windows 3.1; ou FVWM-95, outro freeware GUI que imita o GUI Windows 95(quando olhando em uma única janela, a pessoa não pode distinguir entre FVWM-95 e Windows 95). TWM é o predecessor das vários gerentes de janela FVWM que também funciona com o Linux. Se você nunca teve a oportunidade para se sentar a um computador rodando o UNIX, aqui está algum SCREENSHOTS destes os gerentes de janela: CDE, TED (o CDE de TriTeal para Linux), KDE, FVWM 1.24, FVWM 2.x, FVWM-95, olvwm(OpenLook Gerente de Janela Virtual). Estas são só algumas das interfaces GUI disponível para usuários de UNIX. O Guia de Matt Chapman Gerentes de Janela para o X Window System tem um recurso excelente neste tópico. Você achará muitos mais screenshots no site dele do que eu possa listar aqui. Lembre se de que quase todos estes gerentes de janela são altamente configuraveis; você não deve ficar surpreendido em ver screenshots feito de um mesmo gerente de janela que parece completamente diferente. Como Matt disse na página dele, as pessoas são diferentes, e esses são computadores de uso e usados de modos diferentes para tarefas diferentes. Assim alguns pensam que todos nós devemos usar (sofrer?) com as mesmas interface? "Ironicamente, é a interface gráfica de usuário da Microsoft que está faltando as características de customização.

Até onde a reivindicação que UNIX está atrás, ainda é o sistema operacional escolhido para cientistas e pesquisa, engenharia e para o ensino superior. A maioria dos engenheiros escolheria o UNIX em cima do NT sem vacilação. Eles estão completamente atentos de sua habilidade por ser customizado e suas capacidades de afinação pelo otimização das tarefas especializadas.

Todo o mundo está convertendo de qualquer maneira para o NT, nós podemos bem gradualmente substituir nossos servidores UNIX por servidores NT. É o modo do futuro.

Se você falar aos gerentes MIS de algumas grandes corporações que tiveram UNIX e Novell há dois anos atrás, e estão substituindo os servidores Novell deles por servidores NT, você achará que nenhum deles pode administrar sem os servidores UNIX. Parece que os processo pesado ainda é melhor realizado com servidores UNIX. Tão longe em minha carreira, todo servidor Oracle que eu alguma vez vi estava rodando em um servidor UNIX. Porém, um profissiona IT me enviou e-mail dizendo, "eu suporto várias instalações Oracle em NT. Há desempenho e assuntos funcionais que eu encontro que nunca vi eu um UNIX (Pyramid)."


Visões de Outros Profissionais de MIS

Robert Schindler, um engenheiro mecânico da Flórida que tem trabalhado durante a última década como um consultor free-lance para vários companhias Fortune 100 no campo de análise estrutural, escreve:

"Leverá muito tempo antes de você me ouvir louvando o NT ou qualquer outro produto da MS. Eu acredito que o Gates e o império dele fizeram mais para abaixar os padrões de nossa sociedade que qualquer outra coisa em minha vida. Se meu produto tivesse a mesma qualidade do o que dele, o resultado seria aviões caindo de hora em hora do céu.

Um profissional que deseja permanecer anônimo com o medo de perder o trabalho dele escreve:

"No meu trabalho eu trabalho em uma firma grande. É uma das maiores do seu tipo no mundo. Nós decidimos colcoar um Monitoramento e Gerenciamento de Pacote na Rede da Cabletron. Está disponível em NT e Unix. As pessoas que rodam lhe deram um cheque em branco para o sistema para ser montado debaixo do NT porque eles estavam mais familiarizados com NT do que com o Unix. Aproximadamente um ano e um trimestre e milhões de dólares depois, eles perderam o interesse finalmente em NT e fizeram em cima de um Solaris. Por que? O NT não é escalável.

Tim Newsham escreve em resposta a este artigo:

"Eu desenvolvo software em NT e em UNIX. Eu menosprezo o NT. É uma besta repugnante, executa muito muito pobremente e é muito instável. Algumas partes do NT quebram na maioria das vezes porque o software tem bugs ao redor feito pela microsoft. Eu me aborreço com aquelas pessoas que estão migrando do unix para o NT. Eu posso imaginar eventualmente se haveria um grande jogo de morte anti-NT quando tipos de administração percebe que o NT prejudicou as organizações deles.

Joseph Day, consultor em Chicago responde a Jessie Berst:

"Eu faço muito desenvolvimento de software em ambos NT e 95. Eu não posso entender por que as pessoas estão exagerando estas plataformas como sendo tão grande. . . . O suporte que você entra a comunidade de Linux por netnews é longe superior a qualquer coisa que você sempre verá com produtos de Microsoft. . . . O NT tem um longo caminho a seguir antes de alcançar o nível de estabilidade que Linux tem.
--Retirado de uma carta de Joseph Day intitulado,
Como a Microsoft pagou para escrever este artigo?, Fonte: Jesse Berst's Âncora do Desk. 16 de fevereiro de 1998, ZDNet.

Torsten Holvak, administrador de sistemas em Laramie, que responde ao Jessie Berst:

"Jesse: Eu uso Microsoft, como IBM nos anos 60s, amaria fazer que as pessoas acreditassem que em escolher algo diferente dos produtos que seriam um movimento importante. Mas isto não é somente assim! Eu despediria um empregado por e-mail missão-crítico ou aplicações de servidor de network em uma máquina NT em lugar de um de UNIX. Nós usamos FreeBSD para tudo e não há nada mais estável. Não só é servidores de UNIX grátis e mais rápido, mais poderoso, e mais estável que o NT, mas o suporte é melhor, também. Há pouco tente obter uma resposta de um tech de Microsoft sem pagar grande quantia e/ou que espera receber. E se considera afortunado se na verdade resolver o seu problema. Eu acho isto duro de acreditar que esta história apareceu em sua primeira página. Está envergonhando. Eu seguro você não PENSOU você estava em esparramar Microsoft FUD.
--Retirado de uma carta por Torsten Holvak intitulado, Eu incendiaria alguém por usar NT, Fonte: Jesse Berst's âncora do Desk. 16 de fevereiro de 1998, ZDNet.

Quinn P. Coldiron, Gerente do Departamento de Informação do Sistema da Universidade de Nebraska, escreve sobre as experiências dele com Novell, Windows NT e Linux:

"Depois de completar os deveres matutinos, nós rodamos regularmente uns Cats completos [uma realização de ordem e sistema de inventário] de backup antes nós continuamente levamos para fechar em duas horas por completo Não servidor Netware. A máquina com o Linux pôde fazer o auxilio inteiro em 45 minutos e fechar um pouco durante uma hora fora de Nãossa hora de fechamento. Este aumento em velocidade entrou de uma diminuição de hardware porque o servidor de Linux estava rodando com somente 32 MB de RAM e discos rígidos IDE onde o servidor de Netware tinha 64 MB de RAM e drivers SCSI. O aumento da velocidade também foi Notado em trabalhos de diários. Eu adquiro observações quase diárias que o sistema parece estar rodando mais rapidamente e mais fidedigno. "Nós melhoramos o CPU recentemente para um 200Mhz Pentium e melhoramos a Memória para 64 MB tinhamos plaNãos mais Nãovos de fabricação deste servidor substitua o Nosso Windows até mesmo o servidor NT file/printer que ainda choca aproximadamente duas vezes em um mês por nenhuma razão depois um adicional $1,500 em suporte técnico com a Microsoft. Este único computador é RedHat Linux rodando que substituirá ambos o Nosso servidor Novell Netware 3.11 e Nãosso servidor Windows NT 4.0, enquanto as exigências de hardware totais são decrescentes. Com os recentes avanços do da Equipe do Samba em suporta o a estrutura de domínio NT em dezembro 1997 e o lançamento de RedHat 5.0, eu espero ter um servidor muito mais eficiente e barato para os Nossos Windows 95, Windows NT e clientes Macintosh.
--Citação de: Servidor Windows NT substituindo pelo Linux

29 de setembro de 1997 Nick Johnson escreve para o Byte Forum:

"De uma perspectiva de administrador, eu tenho um tempo muito difícil que leva um sistema operacional seriamente quando só precisa de 128 megs de RAM, dois processsadores 200-Mhz processadores e 8 gigs de espaço de disco rígido para rodar um servidor de rede de intranet pequeno, especialmente quando o OS choca e reinicia de um pacote de TCP simples, standard. O NT há pouco é impossível considerar quando são requeridas confiabilidade e velocidade. Você poderia executar a mesma tarefa que eu mencionei acima em um 386 com 16 megs de RAM rodando o FreeBSD, sem pagar o alto preço da Microsoft."

Mike Hucka, administrador de UNIX e programador no Michigan, escreve:

"O que pasma minha mente é por que as pessoas estão investindo tanto em soluções de NT quando há evidência tanto que as soluções de UNIX são mais maduras, estáveis, menos caras e executa tanto melhor? Por que? O que está errado com pessoas? Pessoas simplesmente não sabem sobre as capacidades de UNIX?" As pessoas pensam que sistemas de UNIX são muito difíceis de usar? Eu posso ser influenciado, mas quando eu olho ambientes desktop como CDE em um Sun, ou KDE, eu penso que isso está bonito perto do que você acha em um PC ou Mac. E há uma TREMENDA quantia de documentação agora para UNIX disponível--só considere todos os livros publicados por O'Reilly & Associates, ou os manuais de online disponível no site da Sun http://docs.sun.com, ou quaisquer de centenas de locais com informação sobre todo aspecto imaginável de UNIX. "E não sou o único, mas você pode adquirir versões grátis de UNIX que está comparável em estabilidade e escabilidade com o Solaris, e rodar muito bem em hardware PC classe você assim escolher." "E para saber tudo, você pode adquirir o código fonte." "Por que, em nome de deus, as pessoas persistem tentando usar o NT ?"

ir versões grátis de UNIX que está comparável em estabilidade e escabilidade com o Solaris, e rodar muito bem em hardware PC classe você assim escolher." "E para saber tudo, você pode adquirir o código fonte." "Por que, em nome de deus, as pessoas persistem tentando usar o NT ?"